Novo Alvodireto.com rede social de anuncios, seu conteúdo nos buscadores da internet. Cadastre-se e poste anuncios, fotos, artigos e qualquer conteúdo para aumentar sua presença online e apareça no Google, Bing e Yahoo

Categorias

Fonte: G1-Noticias

Policial civil que matou namorado da ex, no DF, insistia em reatar relacionamento, diz delegado
Colocado por: 2019-12-02 18:05:26
Registre-se aqui e deixe seu comentario nessa noticia.

Thiago era namorado da ex-esposa do policial. Segundo a investigação, Amorim tentava reatar o relacionamento. O casal, que ficou junto por 11 anos, terminou o casamento no começo do ano.

Ao G1, o delegado adjunto da 38ª Delegacia de Vicente Pires, Eder Charneski, afirmou que a ex-companheira do policial relatou ter sido procurada com frequência pelo agente.

"Ele não aceitava a separação e insistia [em reatar]", afirma o delegado.

Amorim, que tirou a própria vida depois de assassinar Thiago Garcia Henrique, sabia que a ex-esposa estava em um outro relacionamento. Mas, segundo depoimento da mulher à polícia " nunca tinha feito ameaças".

"Ela mesma afirma que nunca tinha sofrido ameaça, nem violência antes", contou o delegado.

Mulher tentou defender o namorado

Condomínio Esperança, em Vicente Pires, no DF, onde houve assassinato — Foto: Reprodução/TV Globo Condomínio Esperança, em Vicente Pires, no DF, onde houve assassinato — Foto: Reprodução/TV Globo

Condomínio Esperança, em Vicente Pires, no DF, onde houve assassinato — Foto: Reprodução/TV Globo

De acordo com a investigação, o policial civil Raimundo Anderson Cunha Amorim entrou na casa da ex-esposa por vota das 22h de sábado. O local é a residência dos pais da mulher, com quem ela mora desde a separação.

No momento do crime, só ela e o namorado estavam na casa. A apuração apontou que não havia porteiro no momento em que Amorim chegou no condomínio.

"Acreditamos que ele aproveitou o momento da entrada de um morador para passar pelo portão", disse o delegado.

O policial civil entrou na casa pela janela do quarto da ex-companheira. De acordo com a polícia, ela se colocou na frente do namorado para tentar impedir o crime, mas ele a empurrou.

Logo após atirar contra Thiago, Amorim usou a arma para cometer suicídio. A Polícia Civil afirmou que ainda não identificou se a pistola usada no crime era da corporação e descarta a possibilidade do homem ter chegado na casa armado para matar a ex-esposa.

Nas redes sociais, amigos de Thiago lamentam a morte. "A sua ausência nos causa profunda tristeza, mas relembrar as alegrias que você gerou entre nós", escreveu um dos amigos. O jovem trabalhava como personal trainer em uma academia, em Taguatinga.

O Sindicado dos Policiais Civis do Goiás divulgou uma nota comentando o caso. "Lamentamos profundamente a tragédia e nos solidarizamos com a família e amigos do policial nesse momento", diz trecho do comunicado.

Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.


Compartilhe essa noticia.


  • 0 comentário(s)
Registre-se aqui e deixe seu comentario nessa noticia.

Seja o primeiro a gostar