Categorias

Fonte: Motor 1

Estreia de gala: Filme Heroes tem Felipe Massa como protagonista
Colocado por: 2019-07-11 17:06:29
Registre-se aqui e deixe seu comentario nessa noticia.

As estrelas do filme “Heroes” participaram do lançamento do longa em Londres. O filme de Manish Pandey aborda a vida de cinco ex-pilotos de várias categorias do automobilismo mundial, incluindo Felipe Massa, e foca nas experiências humanas de cada um, tendo os campeonatos e corridas como ponto comum de suas narrativas. O filme ainda não tem previsão de lançamento no Brasil.

Mika Hakkinen, Tom Kristensen and Manish Pandey

“Heroes” explora as vidas do bicampeão de Fórmula 1, Mika Hakkinen, do nove vezes vencedor de Le Mans, Tom Kristensen, do ex-piloto de F1, Felipe Massa, e da vencedora de provas do Mundial de Rali, Michele Mouton. A obra é dirigida por Manish Pandey, que escreveu e produziu o premiado “Senna”. 

Além deles, estiveram presentes no tapete vermelho da première outras personalidades do esporte, como Bernie Ecclestone e Jean Todt.

O quarteto se juntou para compartilhar suas histórias e foi catapultado de volta às suas histórias no automobilismo, graças a um extenso acervo de imagens e vídeos que vai desde os tempos de kart até os momentos atuais.

Eles também revivem suas relações com Michael Schumacher, quem também estrela o filme que foi produzido com a ajuda da assessora de longa data do alemão, Sabine Kehm.

A glamourosa première foi realizada no Curzon Mayfair, em Londres, e ajudou a levantar fundos para uma instituição de pesquisas focada no tratamento de traumas na espinha e no cérebro, fundada por Jean Todt, Schumacher e o professor de cirurgias ortopédicas e de traumatologia, Gerard Saillant.

Todt e Saillant estavam entre os convidados VIPs do evento, assim como Hakkinen, Kristensen, Massa e Mouton.

“É brilhante, como tem sido feito”, disse Mika Hakkinen. “Eu não entendo nada sobre filmes, mas eu acredito que isso exige um enorme trabalho. Nós somos uma pequena parte disso. É fantástico estar em um filme”.

'

Massa, que agora é presidente da divisão de kart da FIA e que foi ao evento acompanhado de Rob Smedley, seu engenheiro na F1, adicionou: “Inacreditável. Todo o time é muito especial. Foi difícil não chorar aqui, assistindo ao filme pela primeira vez”.

Kristensen disse que foi uma honra representar o esporte a motor e que “já era hora” de um reconhecimento neste nível.

“Eu estou obviamente muito tocado. Parabéns a todos que fizeram este filme fantástico”, disse ele. “Fico muito feliz em representar o esporte e Le Mans, eu acho que já era hora. Muito obrigado Manish”

Todos os quatro pilotos mostraram um derramamento de emoções na noite de gala. Mouton foi aplaudida por discutir seu papel como diretora da comissão da FIA Mulheres no esporte a motor, e sua voz ficou embargada quando ela falou da tristeza pela ausência de Schumacher no evento.

“Manish foi muito bacana, porque nos encontramos para filmar em condições confortáveis e foi tudo muito tranquilo, nós até nos esquecemos que estávamos gravando”, disse ela. “Eu só preferia que fossemos cinco pessoas aqui hoje, ao invés de quatro”.

O filme foi recebido com aplausos nos créditos finais. Depois disso as quatro estrelas responderam perguntas dos espectadores.

Um convidado, Mark Deschamps, classificou a obra como “forte” e disse que ficou “comovido” após assistir ao filme.

“Muito humano, muito comovente”, disse ele. “Ele toca você. É sobre carros, campeonatos e máquinas, mas por trás disso tudo, é sobre pessoas. É sobre seus pontos altos e baixos, as ligações que começaram tudo, e a dor das derrotas”.

“Não é uma história sobre automobilismo, mas sobre a vida humana. De muitas formas esta poderia ser a história de muitas pessoas. E mostra que no esporte a motor existe uma linha fina onde você pode vencer ou perder”.


Compartilhe essa noticia.


  • 0 comentário(s)
Registre-se aqui e deixe seu comentario nessa noticia.

Seja o primeiro a gostar