Novo Alvodireto.com rede social de anuncios, seu conteúdo nos buscadores da internet. Cadastre-se e poste anuncios, fotos, artigos e qualquer conteúdo para aumentar sua presença online e apareça no Google, Bing e Yahoo

Categorias

Petrobras desocupará prédio em Macaé com cerca de 1.700 empregados, diz sindicato
Colocado por: 2019-07-11 23:31:39
Registre-se aqui e deixe seu comentario nessa noticia.

© Reuters. .© Reuters. .

Por Marta Nogueira

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras (SA:) vai desocupar um importante prédio em Macaé, conhecido como Edifício Novo Cavaleiros (Edinc), até dezembro de 2020, confirmou a petroleira em nota, após notícia publicada pelo Sindicato de Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF), que representa funcionários da Bacia de Campos.

O coordenador-geral do Sindipetro-NF, Tezeu Bezerra, disse à Reuters que o prédio tem cerca de 1.700 petroleiros, dentre próprios e terceirizados, que trabalham no prédio alugado e atendem administrativamente a diversas áreas das operações da Petrobras na região.

O movimento ocorre em meio a um amplo programa de redução de custos liderado pelo presidente da estatal, Roberto Castello Branco, que também intensificou um plano de venda de ativos em curso ao assumir a empresa no início do ano.

"Garantias que eles vão ser remanejados a gente não tem nenhuma", disse Bezerra à Reuters, destacando que o sindicato pediu para fazer parte de comissão que irá acompanhar a desocupação do prédio.

A empresa não deu detalhes sobre a desocupação, limitando-se a informar que as pessoas que trabalham no edifício passarão a ocupar outras instalações administrativas na região e que não estão previstas novas desocupações em Macaé.

A empresa também não respondeu quantos funcionários trabalham no prédio.

Bezerra disse que foi informado pela petroleira de que todos os funcionários do prédio serão realocados para as bases de Imbetiba e do Parque de Tubos.

O sindicato soube da informação depois que o proprietário do prédio, XP Corporate Macaé Fundo de Investimento Imobiliário, publicou um fato relevante ao mercado na quarta-feira.

O movimento ocorre após a empresa ter anunciado em fevereiro que iria desocupar sete andares alugados pela empresa para abrigar a sede administrativa (Edisp) em São Paulo, com o objetivo de economizar mais de 100 milhões de reais no horizonte do plano de negócios 2019/2023.

Na ocasião, Castello Branco informou que tratava-se do prédio "mais caro" da estatal e que as cerca de 605 pessoas que trabalhavam no local seriam direcionadas para outros lugares de custos mais baixos.

Na mesma época, o presidente da companhia informou ainda o fechamento de escritórios em Nova York, África, Irã e Japão, como parte de um amplo programa de redução de custos.

Economista de linha liberal, Castello Branco foi indicado ao mais importante cargo da Petrobras pelo ministro de Economia, Paulo Guedes, e vem buscando focar as atividades da empresa em exploração e produção de petróleo, enquanto tenta vender ativos considerados não essenciais ou de baixa rentabilidade.

(Por Marta Nogueira)

Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.


Compartilhe essa noticia.


  • 0 comentário(s)
Registre-se aqui e deixe seu comentario nessa noticia.

Seja o primeiro a gostar